9 de out de 2017

Preciso contratar um advogado. E agora?

Quando surge aquela dúvida sobre um determinado assunto, logo vem a ideia de perguntar ao amigo Google a solução possível. Quando a dúvida está relacionada a uma questão jurídica, diante da resposta dada pelo “Dr. Google” que parece ser simples e de fácil resolução, na prática pode se revelar bem mais complexa, principalmente se não for levada a um profissional especializado.

Mas logo vem a lembrança do mito de que a contratação de um advogado é algo inacessível. Realmente muitos profissionais da advocacia deixam de ser contratados simplesmente por receio das pessoas, mas sem dúvida, o advogado de hoje está muito mais acessível.

Antes de contratar um advogado, observe alguns pontos que podem lhe dar mais segurança, uma vez que na relação advogado x cliente é essencial que exista confiança.

Busque referências, analise sua reputação e veja se possui especialização. Muitos sites - como o jusbrasil.com.br – oferecem a possibilidade de avaliar os advogados cadastrados.

Procure informações com antigos clientes, veja se seu escritório possui um site com informações que possam te ajudar a decidir e veja também como está sua situação perante a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e se sua inscrição está ativa (cna.oab.org.br).

É a partir dessas referências que você poderá analisar a reputação e a capacitação do advogado que pretende contratar, para assim verificar se aquele profissional é a melhor opção para o seu caso.

Se ainda assim não se sentir confiante, marque um horário em seu escritório para uma consulta.

Após tomar todos esses cuidados, convicto de que se trata de um profissional sério, especializado na área da sua demanda, a possibilidade de sucesso na resolução do seu problema se torna mais promissora.

Por Heberson Moraes


Nenhum comentário:

Postar um comentário