13 de mai de 2010

Acadêmicos de Direito do UGB participam de Ciclo de Palestras e Debates sobre ‘Oratória Jurídica’

Atividade, voltada para estudantes do 10º período, acontece nas terças-feiras, às 9h30min e quartas-feiras, às 18h30min, no NPJ, anexo ao Campus Volta Redonda.
Aplicar os conteúdos teóricos da Oratória através da exposição oral dos acadêmicos do 10º períodos manhã e noite do Curso de Direito do Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB), é o principal objetivo do Ciclo de Palestras e Debates sobre ‘Oratória Jurídica’. 

A atividade, que acontece no Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ), anexo ao Campus Volta Redonda, nas terças-feiras, às 9h30min e quartas-feiras, às 18h30min, começou no último dia 04 de maio e segue até o próximo dia 02 de junho. 

Segundo o professor da disciplina de Oratória Cleber Vicente Gonçalves, a idéia é fazer com que os acadêmicos utilizam os conhecimentos jurídicos que obtiveram no decorrer do curso com temas atuais e polêmicos. “Aqui eles aprendem o tom da voz, postura, argumentação, credibilidade e naturalidade com base nos temas sorteados como ‘Aborto’, ‘Eutanásia’, ‘Casamento de Homossexuais’, ‘Desarmamento’ e outros”, explica o professor, acrescentando que busca discutir os temas do Direito para a prática e avaliação dos critérios. “A avaliação é feita por um aluno e o professor. E esses alunos em que os temas convenceram a platéia estarão no final concorrendo um livro”, afirmou o professor Cleber Vicente Gonçalves. 

A estudante do 10º período de Direito Elza Gonçalves da Gama, que apresentou hoje, dia 11 de maio, o tema ‘Redução da Maioridade Penal’, disse que a iniciativa é excelente para o aprendizado. “É uma forma de aprendermos a falar em público e defender as teses. É aprender a prática da nossa profissão”, destacou. 

Já o acadêmico Majlech Cukier, que irá defender sobre ‘Perda do Poder Familiar’ no próximo dia 25 de maio, a ação é válida. “É uma atividade que contribui positivamente no sentido de aprimorar os aspectos que diz respeito a prática jurídica e a desenvoltura da realidade do operador do Direito”, disse. 
Assessoria de Imprensa UGB

Nenhum comentário:

Postar um comentário