1 de abr de 2010

Artigo Científico - O que é?


O artigo científico visa a publicar resultados de um estudo. Embora tenha formato reduzido (entre 10 e 15 páginas) utilizando espaçamento entre linhas, simples, é sempre um trabalho completo e integral. São publicados em periódicos especializados 1, tem por objetivo comunicar resultado ou novidades a respeito de um assunto (SANTOS, A., 2001, p.41/42).


Para que o documento possa ser classificado como científico torna-se necessária sua elaboração pautada em métodos e técnicas. Pois o conhecimento científico é compreendido como trabalho: organizado, sistemático e racional. Quando o trabalho se desvia destes pressupostos perde sua característica de cientificidade. Segundo Medeiros, os artigos podem ter conteúdo muito variado, como por exemplo: discorrer sobre um estudo, oferecer posições controvertidas. Recomenda-se o uso do plano (planejamento) para que não se repitam idéias, nem se deixe nada de importante de lado. (MEDEIROS, 1999, p.185)
Elementos que compõem o Artigo Científico

Título (Subtítulos) – deve fornecer ao leitor de forma clara e sucinta, orientação sobre o tema/assunto investigado, caso haja necessidade de maior esclarecimento sobre o conteúdo pode-se inserir um subtítulo.

Autor(es) – nome(s) do(os) responsável (eis) pela produção do artigo.

Créditos do(s) autor(es) – formação, atividades importantes desenvolvidas ou em desenvolvimento (relacionados ao assunto apresentado).

Resumo – na língua materna e em outro idioma /Abstract (de preferência inglês ou francês – de acordo com a exigência da coordenação de publicação). Nos artigos científicos o resumo deve ter caráter informativo, evidenciando questões que dizem respeito ao objetivo do autor ao produzir o artigo, a metodologia – procedimentos adotados - e os resultados encontrados com a investigação.

Palavras-chave – seleção de palavras relevantes entre 4 a 6, que evidenciem o conteúdo textual.

Introdução – apresentação do tema/assunto, o objetivo do estudo e sua relevância.


Corpo do Artigo (Com sub itens e não capítulos) – o corpo do artigo deve conter referencial teórico (revisão de literatura), metodologia, apresentação de resultados, análise e interpretação dos resultados, recomendações e ou sugestões para o avanço do estado atual da questão.


Segundo Andrade, o desenvolvimento pode ser dividido em duas ou três partes, dependendo do tema e de seu enfoque. Constam do desenvolvimento:

a) exposição – processo através do qual são descritos e analisados os fatos ou apresentadas as idéias;


b) argumentação – defende-se a validade das idéias através dos argumentos, ou seja, do raciocínio lógico da evidência racional dos fatos de maneira ordenada classificando-os e hierarquizando-os;


c) discussão – consiste na comparação das idéias, refutam-se ou confirmam-se os argumentos apresentados, mediante um exercício de interpretação dos fatos e idéias demonstradas. (ANDRADE, 1993, p. 72)

Conclusão – devem-se apresentar os resultados da análise e investigação, sugerir caminhos para novos estudos.

Referências – são descritas as fontes de informações consultadas, seja em livros, periódicos, “sites” etc. A referenciação destas fontes devem obedecer a orientação da norma técnica NBR 6023/02 e elencadas em ordem alfabética.

Obs: O artigo enviado para avaliação para publicação em concursos deverá por obrigação, submeter-se à orientação do órgão que fará a análise. Geralmente as normas para publicação são divulgadas nos editais, caso tem interesse em publicar artigos, veja os “sites” abaixo:
http://premios.cnpq.br/igualdadedegenero/doc/Regulamento.pdf | http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=%22fonte+times+new%22&meta=


Nenhum comentário:

Postar um comentário